quinta-feira, 19 de julho de 2007

De volta a Curitiba

O medo toma conta daqueles que já percebem que estão fora da frqüencia.

Ora, o medo, na verdade, é o primeiro passo na aceitação de um novo estágio da evolução. Como é difícil compreender que uma mudança radical, porém gradual, é extremamente necessária. Como é difícil adequar-se a uma nova forma de ver o mundo, a uma nova maneira de viver...e como é difícil enfrentar os valores absorvidos desde a infância, e que se tornam tão naturais a ponto de parecerem corretos...A convivência com pessoas que buscam cada vez mais a "iluminação", pelo contrário, traz muita, mas muita esperança. A possibilidade de voltar a viver em harmonia com a natureza, com o que nós mesmos somos feitos e do que fazemos parte é maravilhosa quando podemos enxergar exemplos práticos e que deram certo.

O que não consigo é cair de cabeça em teorias sem explicações suficientes. Por isso, convido todo o mundo a conhecer mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário