sexta-feira, 6 de julho de 2007

O homem, esse parasita

Não, parasitas não destróem seu hospedeiro. Se não, de que viveriam? Até nisso as bactérias são mais espertas!

Vejam o absurdo: "Para melhorar o mundo, compre uma honda/carro da nossa marca" - ????? - Desculpa se achei um paradoxo. Acho que é da natureza do ser humano rir da tragédia alheia, ou utilizar-se dela para benefício próprio. Por que agora que a água bateu na bunda das classes mais abastadas o comércio começou a parecer interessado na preservação do meio ambiente? Como se a própria existência do comércio (indústrias, acumulação de capital) não fosse em partes (grandes) responsável pela destruição...o comércio é sempre bonzinho. Sempre me pego pensando em como tudo se transformou nisso que existe agora. Como as primeiras populações urbanas surgiram, como tudo foi coberto de concreto, afastando cada vez mais o humano de si mesmo.

Agora, hipocrisia é incitar o consumo hasteando a bandeira da preservação.

Não, não...

Um comentário:

  1. Acho vc muito incitante. Mina, vc me deixa pra lá de incitado.

    ResponderExcluir