segunda-feira, 15 de março de 2010

Da distância necessária

Só enxergamos alguns erros à distância::por isso da distância se fazer necessária em algumas situações que não entendemos.

Assim, se a confusão ocorre dentro do turbilhão, por quê não sair dele enquanto há tempo? Pois o turbilhão engole, e, quanto mais próximos de seu epicentro, menos enxergamos suas causas reais - é como tentar olhar para as próprias costas, ficaremos dando voltas e voltas...só quando observamos uma fotografia é que podemos ver aquela mancha de nascença que sempre esteve lá e nunca pudemos ver claramente - a distância do problema é que faz ver com menos distorções.

Como diriam por aí: "é aí que me refiro" (!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário