sábado, 13 de março de 2010

A pena não é um atributo necessário...

...para minha sobrevivência.

Muito menos para a sobrevivência do sublime amor - este transcende qualquer sentimento mundano.

Aprendi que não podemos controlar a forma com que outra pessoa encara uma situação. É como as crianças::você não pode impôr um método de aprendizado, cada qual descobre as coisas de sua forma - uns pela intuição, outros pelas feridas, outros por baterem muitas vezes a cabeça.
Alguns aprendem pela negação, mas estes se enquadram na categoria cabeçudos - pois toda negação requer uma aceitação.

E quem sou eu pra enquadrar quem quer que seja em qualquer categoria?

Nenhum comentário:

Postar um comentário