segunda-feira, 14 de junho de 2010

Alguma coisa

Que susto vi nos teus olhos, um susto afigurado pelo piscar súbito e desvio de visão. Assim se transfigurou a minha face e os meus dentes franziram a minha testa como quem não quer demonstrar qualquer afetação. O rubor me denunciou...o que acontece é que sempre espero demais de qualquer situação, e a cara sempre cai no chão, aconteça o que acontecer.

- Depois não vá dizer que eu não avisei!

Júlia me disse que tem que ser feliz. O que lhe digo, minha irmã, é que nem tudo na vida se resume a felicidade, e, digo mais, o amor é ainda melhor que a felicidade. O tempo é curto e infinito, o amor é infinito, o amor...é infinito.

Ele passou pelo corredor de pés descalços e subiu as escadas. Foi até o quarto da mulher, que dormia babando na fronha. Pegou um copo americano, colocou sobre a mesa, encheu de água. Logo, sua dentadura boiava dentro do recipiente e ele dormia abraçado ao dorso quente da enfermeira.

Um comentário: