domingo, 20 de junho de 2010

Dessa imensidão
O mergulho é só um vislumbre

Legal é quando o mar te invade
Você é o mar
Você é imenso
Imerso

Bate no fundo e volta, sobe, flutua
De tão densos não conseguimos flutuar
De tão leves não conseguimos mergulhar
O meio é então
O caminho, o equilíbrio, o estável estado de estar

A água te envolve,
Te molha sem querer
E quem é o dono da maré?

Nenhum comentário:

Postar um comentário